09 04 2020 / Testemunhos de clientes

Brooklyn FI Tax sobre TaxDome: ‘Está Escrito na Linguagem Fiscal Mundial’

Brooklyn FI Tax sobre TaxDome: ‘Está Escrito na Linguagem Fiscal Mundial’

Bem-vindo(a) a #TestemunhoQuinta-Feira! A entrevista desta semana é com Ethan Beberness de Brooklyn FI Tax, uma empresa completa de contabilidade, preparação fiscal, e consultoria empresarial com contabilistas certificados e planeadores financeiros.

Por que razão escolheu TaxDome?

Um dos principais factores foi a interface de fácil utilização; houve vários clientes que comentaram a sua facilidade. Tem um aspeto muito mais agradável do que outros portais que utilizámos no passado. Ter clientes a utilizar um portal que realmente gostam é bastante benéfico para a nossa marca.

Utilizou outros sistemas de gestão de prática no passado?

Tenho formação em jornalismo. Utilizei Asana, e estou muito familiarizado com o WordPress. TaxDome aparenta estar muito mais adaptada às práticas contabilísticas; está escrita numa linguagem fiscal, que considero ser útil. Não sei se pode faturar em Asana, mas aprecio o facto de ser possível em TaxDome—e conectar com QuickBooks.

Deixámos de utilizar Intuit Link. 

Qual tem sido o feedback dos seus clientes?

O feedback que recebi foi muito positivo. A nossa empresa é maioritariamente remota com clientes, pelo que é fundamental ter um excelente portal de cliente.

Está a utilizar os projetos ou alguma das ferramentas de gestão de tarefas?

Com certeza. Estamos a utilizar os projetos e as ações automatizadas associadas. Ter a capacidade de modelar e automatizar emails poupa-nos imenso tempo. Também automatizamos os questionários que são enviados aos clientes. 

Temos um questionário 1040, alguns questionários de negócios e um questionário de extensão distinto.

Os projetos são extraordinários para se ter uma ideia do ponto em que cada cliente se encontra no processo fiscal, assim como para nos mostrar em que precisamos trabalhar.

Tem sido um grande processo de aprendizagem?

Não, de modo algum. Este é o meu primeiro trabalho na área fiscal, achei simples encontrar o que necessito.

Tivemos alguns bugs de menor importância, mas todos eles foram resolvidos a tempo.

A sua equipa trabalha remotamente ou a partir de um escritório?

Temos seis pessoas – e um cão, o Charlie! Trabalhamos todos no escritório, Os nossos clientes são na sua maioria remotos, mas temos pessoas que vêm de vez em quando.

Está a realizar a faturação através de TaxDome?

Sim! Não estamos a trancar os documentos às faturas, ainda não tivemos problemas com contas a receber este ano.

Os lembretes automáticos nas faturas estão a ter um grande impacto: Não temos de ser nós a fazer o seguimento; é feito por nós. Sem essa funcionalidade, poderia ser uma manhã inteira de chamadas telefónicas. Agora evitamos completamente isso.

Agrada-nos muito a forma como toda a correspondência com um cliente está localizada dentro do seu perfil. Não temos de procurar emails, podemos facilmente consultar os rastreios de auditoria de quem enviou sem ter de pesquisar por isso.

Ponderamos sempre em melhorar TaxDome e gostaríamos de lhe dar a conhecer as nossas atualizações e as datas previstas de lançamento. Haverá funcionalidades que lhe pareçam faltar? Ou funcionalidades que gostaria que adicionássemos?

Seria fantástico se pudéssemos adicionar GIFs aos emails. Também seria excelente poder ver as etiquetas ao lado do nome do cliente no projeto.

Gostaria de acrescentar mais alguma coisa?

Tomemos um copo quando terminar o período fiscal!

Mary Cooper

Mary Cooper

Mary é uma apaixonada escritora técnica que se encarrega da documentação de ajuda, das redes sociais e dos blogues em TaxDome. Mary sabe que o melhor que pode fazer para tornar o mundo um lugar melhor é continuar a escrever, por isso, assim o faz. E quando não está na sua secretária, pode encontrá-la a viajar, a fazer yoga, jardinagem, ou a divertir-se com os seus filhos.

Subscribe to Taxdome News

Hey, wait...
Subscribe
to our news!

Enviamos-lhe o melhor do nosso blogue apenas uma vez por mês. Prometemos.